Decisão demonstra consciência social e política, além da confiança dos trabalhadores na entidade sindical.

Na última segunda-feira (25) os empregados da Mangels Industrial S.A, assistidos pelo SindMetal-GO, definiram uma comissão de trabalhadores para juntamente com a entidade sindical e a empresa construírem um Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) justo e coerente, propondo metas alcançáveis e prêmio financeiro interessante tanto para os empregados quanto para o empregador.

No entanto, de forma inédita, em razão do advento da Reforma Trabalhista, os trabalhadores votaram a viabilidade do PLR ser pago somente a empregados filiados a entidade sindical ou, alternativamente, a todos os empregados e mediante a dedução de 5% do valor final do prêmio em favor do SindMetal-GO, como forma de remunerar e estimular a continuidade dos trabalhos desenvolvidos pelo Sindicato.

Dos 32 empregados, sendo 28 filiados ao SindMetal-GO, a maioria concordou e decidiu por compartilhar com o Sindicato o lucro obtido através do acordo de PLR. O fato mostra que a categoria metalúrgica está consciente dos efeitos da Reforma Trabalhista no universo laboral e reconhece a importância de sua entidade sindical.

Segundo a advogada do SindMetal-GO, Maria Eugênia Neves, a atitude dos empregados da Mangels é mais um exemplo de que o SindMetal-GO está no caminho certo, desenvolvendo um trabalho sério e de qualidade. “Não é segredo o fato de que a entidade necessita de recursos financeiros para sobreviver e continuar trabalhando em prol de seus representados, portanto, nada mais justo e digno que as suas novas fontes de custeio sejam decididas, autorizadas e controladas pelos próprios trabalhadores, a medida que vão se beneficiando com os trabalhos desenvolvidos pela entidade”.

O acompanhamento das metas traçadas será feito pelo SindMetal-GO com a ajuda dos empregados.