A Central Única dos Trabalhadores Goiás (CUT-GO) realizou na terça-feira (14) o Fórum goiano contra a Reforma da Previdência com a presença do deputado federal Daniel Vilela (PMDB-GO). Sindicalistas de diferentes entidades questionaram o parlamentar sobre sua posição em relação às propostas de Michel Temer e reforçaram o pedido para que o deputado apoie a classe trabalhadora. O evento durou cerca de duas horas.

Prsidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco agradeceu a presença do deputado e afirmou que a Reforma da Previdência irá tirar direitos dos trabalhadores

Daniel Vilela assegurou ser contra a Reforma da Previdência, mesmo estando no partido de Michel Temer e fazendo parte da base de apoio. “Sei que isso me trará desconforto político (…) e eu direi claramente que não tenho a mínima intenção de votar no texto atual da Reforma Previdenciária”, disse. Ao ser questionado sobre qual seria seu voto caso haja mudanças na proposta, o deputado confessou que acha “muito difícil mudar de uma forma tão significativa que faça com que eu vote a favor neste projeto”.

Dirigentes sindicais, como Rherman de Souza (ao centro), da Força Sindical Goiás, participou do evento

Na prática, Daniel Vilela pretende participar e estimular debates para que a Reforma não seja aprovada. “O que eu irei fazer é participar ativamente desses debates e demonstrar, inclusive, àquele que é o autor dessa iniciativa [Poder Executivo] a impossibilidade de votar algo nesse sentido”. Além de Vilela, os deputados Rubens Otoni (PT-GO) e Delegado Waldir (PR-GO) também se declararam contra à Reforma da Previdência.

Foto de capa: SINT-IFESgo

Por João Paulo Dantas