Palestras esclarecem o que muda nos direitos trabalhistas com as reformas do governo

Direitos trabalhistas

Direitos trabalhistas – Dirigentes metalúrgicos estão reunidos em Caldas Novas para participar do Curso de Formação Sindical, realizado pela CNTM e Federação dos Metalúrgicos de Goiás. Nos dias 28 e 29 de setembro, os direitos trabalhistas serão discutidos com base nas reformas Trabalhista e Previdenciária. O SindMetal-GO disponibilizou alguns colaboradores da entidade para participar do evento. As palestras da sexta-feira (29) serão sobre a organização do Ministério Público do Trabalho.

SindMetal-GO informa trabalhadores sobre a Reforma Trabalhista

Sindicato levará conteúdo sobre direitos trabalhistas para os trabalhadores da categoria

Para o presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco, estar presente nas palestras ajudará na ampliação de conhecimentos. “São os nossos colaborardes que levam informações aos trabalhadores nas empresas, por isso devemos investir na formação deles”. O assessor de base Vinicius Duque disse que “não estamos aqui [em Caldas Novas] para nos divertir, mas para aprender e repassar para os profissionais da categoria”.

Palestrantes explicam o que muda na CLT

Curso de direitos trabalhistas

O advogado e consultor de direito sindical Jerson Zanchettin foi o primeiro palestrante do curso

O advogado e consultor de direito sindical Jerson Zanchettin foi o primeiro palestrante do curso. Ele explicou, em detalhes, como irá funcionar as leis trabalhistas após a aprovação da Reforma Trabalhista. “É importantes que os dirigentes se aprofundarem no assunto para entender o que essa reforma traz de novo e como, na prática, fazer sua atuação sindical”.

Saiba mais sobre o curso

Direitos trabalhistas previdência

Reforma da Previdência foi o tema ministrado por Daisson Portanova

O advogado especialista em direito previdenciário, Daisson Portanova, complementou a fala de Jerson ao afirmar que “a reforma afeta os trabalhadores e, por isso, há a necessidade de formação sindical”. Ele explicou em detalhes cada ponto da previdência social e como serão afetados caso seja aprovada a reforma. 

direitos trabalhistas ministério público

Ernan Prado explicou o funcionamento do Ministério Público do Trabalho

O procurador público do trabalho, Ernan Prado, esteve representando o MPT e explicou a relação com o movimento sindical. Para ele, é fundamental que os trabalhadores conheçam o funcionamento do Ministério Público. “O MPT existe para defender os interesses sociais e individuais. Este curso contribui para que haja um engradecimento da atuação de ambas as instituições”, completou.

Direitos trabalhistas foram discutidos na primeira parte do curso