11/03/2016

Foi definida na quinta-feira, 10 de março, a pauta de reivindicações dos empregados das empresas Móveis Andrade Indústria e Comércio de Móveis Hospitalares Ltda. e MPR Indústria e Comércio de Móveis Ltda. Os operários pedem 20% de aumento salarial a partir da data-base, que ocorre no próximo dia 1° de abril, além de um piso salarial equivalente a um salário mínimo acrescido de 30%.


Trabalhadores atentos às instruções para o levantamento de pauta

Outras reivindicações também foram aprovadas e acrescentadas à pauta, como a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais (sem redução dos salários); a contratação de plano de saúde médico e odontológico sem ônus para os empregados; o fornecimento de cesta básica no valor de R$ 200 mensais; e ainda almoço grátis.


Empregados preenchem a ficha de levantamento de pauta com a pretensão de aumento salarial

Os empregados pedem também que toda mudança de cargo considerada pelas empresas como promoção seja acompanhada de um aumento salarial de no mínimo 20%. O documento que contém todas essas reivindicações será protocolado na segunda-feira, 14 na sede da empresa.