A indústria continuou na “lanterninha” do consumo

O consumo de energia elétrica no Brasil subiu 3,1% em junho em relação há um ano, para 37.664 gigawatts-hora, informou hoje (29) a EPE (Empresa de Pesquisa Energética).

O consumo residencial foi novamente o que apresentou melhor desempenho, subindo 5,2% contra junho de 2012. O comércio também registrou variação expressiva, de 5%.

A indústria continuou na “lanterninha” do consumo, com 1,1% a mais do que no mesmo mês do ano passado, puxada pela queda de produção de alumínio.

“O comportamento do consumo industrial de energia ainda não oferece sinais de recuperação sustentada”, disse a EPE em nota.

Segundo o órgão do governo, o consumo industrial livre das influências de sazonalidade recuou 1,3% em junho.

“O consumo industrial total segue influenciado pelo comportamento de segmentos eletrointensivos, notadamente a metalurgia do alumínio”,explicou a EPE.

Segundo estatística da Abal (Associação Brasileira do Alumínio), a produção de alumínio primário caiu 10% em junho. Com isso, o consumo de energia recuou 12,9% no Maranhão em junho e 4,4% no Pará, Estados que concentram 60% da produção de alumínio do país.

No ano até junho, o consumo de energia elétrica acumula alta de 2,8% e nos últimos 12 meses, de 2,9%.

Fonte: Folha de São Paulo