O brasileiro pagou mais caro para construir em novembro. No mês passado, a inflação da construção ficou em 0,2%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é inferior à registrada em outubro, de 0,3%.

No acumulado do ano, o custo nacional da construção teve alta de 5,5%. Em 12 meses, a alta acumulada é de 6,54%.

Com a alta do mês passado, o custo nacional da construção por metro quadrado alcançou R$ 907,43, sendo R$ 494,93 relativos aos materiais e R$ 412,50 à mão de obra.

Houve queda de 0,07% na parcela relativa aos materiais, enquanto a referente à mão de obra ficou 0,52% mais cara.

 

Regiões e estados

Por regiões, a maior alta mensal na construção foi registrada no Nordeste, de 0,76%. Houve alta também nas regiões Sul, de 0,27%; Centro-Oeste (0,09%); e Norte (0,07%). Na contramão, o custo teve queda de 0,18% no Sudeste do país.

Entre os estados, a maior alta foi vista em Pernambuco, de 3,98%, decorrente da pressão exercida pelo reajuste salarial do acordo coletivo. Já a maior queda foi registrada em Minas Gerais, de 0,57%.

 

Fonte: G1