O trabalhador brasileiro vem enfrentando um momento delicado de baixo prestígio desde o ano passado, quando foram aprovadas mudanças na lei trabalhista. Para recuperar o entusiasmo da categoria, o SindMetal-GO  está trabalhando incansavelmente para reivindicar melhorias nas propostas dos empresários.

Em 2018, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) conquistou o aumento salarial de 2,96% para os empregados das indústrias metalúrgicas e de material elétrico representados pelo SindMetal-GO . Esse valor está sendo considerando um avanço, já que está acima do índice da inflação.

No início da negociação desse ano, o sindicato patronal pretendia zerar a convenção, retirando todos os direitos conquistados em anos anteriores.  Mas o SindMetal-GO não aceitou essa condição e batalhou para proteger os trabalhadores.

Dentre os direitos ameaçados, estavam os 10% de bonificação referente à assiduidade e pontualidade dos empregados. De acordo com a proposta deles, os operários perderiam o café da manhã e o lanche da tarde.

No entanto, o SindMetal-GO não permitiu esse retrocesso e persistiu para que os benefícios fossem mantidos.

Outro ponto que contou com a atuação do SindMetal-GO foi o auxílio transporte. De acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019, os empregados devem receber o vale transporte e o desconto a ser suportado pelo beneficiário não excederá 4% do seu salário básico.

Mais um ponto importante tratado na CCT é o referente à segurança no trabalho. As empresas ficam obrigadas a participar da Semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho na Área Metalúrgica, a SPAT Metalúrgica, caso não tenha SIPT.

Para saber as outras conquistas do SindMetal-GO em prol dos trabalhadores goianos, acesse a versão completa da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de 2018, que está disponível no nosso site. Para ler o documento, clique aqui.