Por causa da promoção, alguns veículos da linha 2012 estão com preços mais baixos até o fim do mês

Apesar da volta gradativa das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), as concessionárias de Goiânia estão liquidando os últimos modelos zero-quilômetro com o tributo reduzido até o fim deste mês. O consumidor que adquirir um carro com o benefício poderá economizar até R$ 3 mil, na comparação com o valor atual do mercado.

A frota com IPI reduzido foi faturada em dezembro pelas revendedoras, quando ainda valia o corte da alíquota. A previsão das empresas é de que os estoques acabem até o fim deste mês. Esta operação, na avaliação da maioria dos consultores ouvidos pelo POPULAR, deverá puxar as vendas do mês de fevereiro para um recorde histórico.

Isto porque o preço, que é considerado o principal atrativo para acelerar o faturamento do mercado, está competitivo. A nova tributação do IPI entrou em vigor em 1º de janeiro de 2013 – elevando o valor dos modelos novos, mas muitas montadoras decidiram manter preços de dezembro. A ideia do governo é de que a alíquota seja recomposta de forma gradual até junho deste ano.

Para se ter noção, um automóvel de mil cilindradas (1.0) com motor flex, por exemplo, a alíquota normal era de 7%, mas estava zerada. A partir de 1º de janeiro e até o final de março passou a ser de 2%. Em 1º de abril, esse número vai subir para 3,5% e permanece em vigor até o final de junho. A partir de 1º de julho a alíquota volta aos 7%.

Para automóveis entre 1 mil (1.0) e 2 mil cilindradas (2.0) com motor flex, a alíquota normal era de 11%, mas estava em 5,5%. A partir de 1º de janeiro e até o final de março passou a ser de 7%. A partir de 1º de abril, esse número subirá para 9% e permanece em vigor até o final de junho. A partir de 1º de julho a alíquota volta aos 11% regulares.

Diferença

O gerente de vendas da Tecar (Fiat), do Setor Santa Genoveva, Guilherme Santos, afirma que a loja tem estoque de 60 unidades de modelos como Uno, Palio e Punto – a maioria 1.0. A estimativa é que o estoque com IPI reduzido seja esvaziado dentro de duas semanas. “A diferença de preço para a nova tabela, com a recomposição da alíquota é de 4%. Vale a pena comprar”, afirma.

Na Govesa, o estoque está menor, mas a meta de liquidação é semelhante. O gerente de vendas, Onilton Pires Moreira, diz que existem apenas 30 carros, entre Amarok, Gol, Fox e Polo. São modelos 2012/2013, com um diferença de R$ 1,5 mil para os modelos atuais. “Este estoque está aquecendo o mercado”, diz.

A avaliação é semelhante na Tudo Chevrolet. O gerente comercial, Anderson Silva, acredita que, antes do fim do mês, os dez carros que estão à venda na concessionária com o IPI reduzida sejam vendidos. “Temos Agile e algumas S-10 Diesel. A diferença de preço é de 3%. Vale a pena comprar”, avalia.

Atento a este indicativo de mercado, o cantor William José Pereira, aproveitou para comprar um Cobalt com IPI reduzido. Se fosse comprar o mesmo modelo com a recomposição da alíquota, pagaria R$ 2,5 mil a mais. “Foi uma economia e tanto. Vim comprar por conta do IPI reduzido. Não queria perder esta”, comentou o artista.

Outros modelos

A queima de estoque no mercado de sedãs médios de luxo e de utilitários esportivos também está a todo vapor. O superintendente comercial da Cotril Motors, Diego Ávila, diz que há modelos como Lancer, L200 Triton e Pajero Dakar. Ao todo, são cerca de 15 unidades. “A diferença de preço é R$ 3 mil, em relação que estão sendo vendidos hoje”, destaca.

Na Lince Toyota, a diretora-executiva Mariana Rassi afirma que há 15 unidades de Corolla e da Hilux. A montadora garante o IPI sem aumento para o Etios. “O mercado está aquecido agora, mas com o retorno do IPI não sabemos que acontecerá”, estima.

Fonte: O Popular (GO)