Crescem inadimplência e endividamento

O número de famílias endividadas aumentou na passagem de janeiro para fevereiro, assim como o total de inadimplentes, segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). No entanto, os consumidores estão mais otimistas em relação às suas dívidas, o que dá margem para que continuem consumindo.

O porcentual de famílias com dívidas passou de 60,2% em janeiro para 61,5% este mês. Já o montante que declarou ter contas em atraso alcançou 22,1%, ante 21,2% em janeiro. “Nessa época do ano, é normal ter aumento no endividamento por conta do reajuste de tarifas, da incidência de impostos e dos gastos extras com material escolar. As famílias não conseguem fechar as contas e acabam recorrendo ao crédito”,explicou Marianne Hanson, da CNC.

A pesquisa da CNC considera como dívidas os pagamentos a vencer no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro.

Fonte: O Popular (GO)