Decisão saiu em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (03)

Em nova assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (03), Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado de Goiàs (Sinditransporte), que fica na rua T-36, no Setor Bueno, os motoristas do transporte coletivo decidiram acabar com a greve da categoria. Com a decisão, a circulação da forta deve ser normalizada imediatamente.

Os grevistas acataram a proposta apresentada ontem durante uma audiência conciliatória convocada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 18° Região (TRT). Na ocasião, o sindicato patronal ofereceu reajuste salarial de 9% e aumento no vale alimentação de 25%, valores que pouco mudam em relação à proposta negada mais cedo pelos motoristas em outra assembleia.

Na quarta-feira, os sindicatos dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado de Goiàs (Sinditransporte) e das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Goiânia (Setransp), intermediados pela Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC), haviam chegado a um acordo. A negociação surgiu para tentar evitar a paralisação anunciada no domingo, mas não houve tempo para a convocação de uma assembleia onde seria apresentado o que foi acordado. O Sinditransporte e o consórcio das empresas de ônibus acreditam que a paralisação foi incentivada pelo movimento dissidente da categoria.

Fonte: O Popular (GO)