O contador José Alves, da Econt Contabilidade, lembra que alguns contribuintes também migraram de parcelamentos anteriores para este último, a fim de aproveitar as melhores condições oferecidas

As empresas que aderiram ao parcelamento de dívidas com a Receita Federal, previsto na lei 12.996/2014, entre 1º e 25 de agosto deste ano, terão de esperar a consolidação desse processo (informação, pelo contribuinte, dos débitos parcelados) para conseguirem emitir certidões negativas pela internet. Contribuintes que aderiram ao parcelamento estão reclamando da dificuldade para acessar o documento.

Mas, enquanto não acontece essa consolidação, o chefe do Centro de Atendimento ao Contribuinte Delegacia da Receita Federal do Brasil em Goiânia, Casimiro de Araújo Neto, informa que o contribuinte deverá comparecer na unidade de atendimento da Receita Federal do Brasil para obter essas certidões.

Neste caso, além dos documentos corriqueiros, deverá apresentar Demonstrativo de Montante Parcelado para fins de Solicitação de Certidão Positiva com Efeito de Negativa, constante no sítio da Receita Federal do Brasil (RFB), na internet, no link Formulários.

Casimiro lembra que as certidões da RFB tem validade de 180 dias. Assim, em regra, não há a necessidade do contribuinte comparecer à Receita, durante este período, para obtenção de nova certidão.

O contador José Alves, da Econt Contabilidade, lembra que alguns contribuintes também migraram de parcelamentos anteriores para este último, a fim de aproveitar as melhores condições oferecidas. Segundo ele, essas pessoas também terão de aguardar esse processo de consolidação para obterem certidões, já que fizeram adesão a um novo parcelamento, que ainda não foi consolidado.

Fonte: O Popular