23/02/2016

Em assembleia realizada pelo SindMetal-GO, na quarta-feira, 17 de fevereiro, os empregados da UTI Médica Indústria e Comércio de Móveis Hospitalares Ltda. e Suprema Indústria e Comércio de Móveis Ltda. definiram pedir um aumento de 15% nos salários a partir de 1º de abril. O piso salarial para os obreiros deve ser de R$ 1.144,00 mensais e a jornada de trabalho reduzida para 40 horas semanais sem redução no salário.
  


Empregados depositam na urna a proposta salarial

 O soldador Marcelo Ramos espera que o aumento de 15% seja aprovado e afirma que o papel do sindicato é fundamental para esta conquista. “O trabalhador sozinho não tem voz. Sem o auxílio do SindMetal-GO não conseguiríamos um aumento tão expressivo, por isso confiamos na entidade”, ressalta.

O presidente da entidade, Eugênio Francisco, reforça o papel da entidade sindical nos acordos com as empresas. Segundo ele, é por meio do levantamento de pauta que o sindicato passa a conhecer as reais necessidades do trabalhador em determinada empresa, garantindo assim melhorias. “Dessa maneira o operário pode reivindicar coisas que não estão previstas na nossa convenção, como plano de saúde, ajuda de combustível e até mesmo cesta básica”, explica.