O complexo carne liderou as exportações de Goiás no mês passado, puxadas pelas vendas para a Rússia, que desbancou, pela primeira vez este ano, a China do título de maior comprador do Estado.

As carnes representaram 29% do valor total exportado por Goiás em setembro, o equivalente a US$ 150,6 milhões. Por causa do embargo aos produtos norte-americanos e europeus, a Rússia comprou quase metade da carne bovina vendida pelo Estado e 85% do total de carne suína comercializada pelos produtores locais.

“Em Goiás, os frigoríficos têm capacidade de atender esta demanda porque tem a sua competitividade garantida pelos incentivos fiscais e por uma infraestrutura diferenciada”, argumenta o secretário de Indústria e Comércio, William O’Dwyer, que manteve agenda de reuniões com o embaixador russo em Brasília, Sergey Akopov, para incrementar as vendas para Moscou, desde o início do embargo, no dia 8 de agosto.

Mesmo com este destaque, as exportações goianas registraram queda de 19,94% em relação a agosto.

 

Fonte: O Popular