Índice de Preços ao Consumidor Semanal subiu a 0,96% na primeira. No item carnes bovinas, taxa passou de 1,61% para 2,48%.

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu para 0,96% na primeira semana de abril, aponta nesta terça-feira (8) a Fundação Getulio Vargas (FGV). A alta é de 0,11 ponto percentual sobre a taxa registrada na última divulgação.

Quatro das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo, sendo que a maior contribuição partiu do grupo alimentação (1,66% para 2,05%), diz a FGC.

O destaque vai para o comportamento do item carnes bovinas, cuja taxa passou de 1,61% para 2,48%.

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos saúde e cuidados pessoais (0,49% para 0,71%); vestuário (0,63% para 0,97%); e despesas diversas (0,26% para 0,36%), diz a fundação.

Os destaques para cada uma dessas classes de despesas partiram dos itens medicamentos em geral (0,04% para 0,73%), roupas (0,80% para 1,28%) e clínica veterinária (0,78% para 1,32%), nesta ordem.

Em contrapartida apresentaram queda nas taxas de variação os grupos educação, leitura e recreação (0,94% para 0,73%); habitação (0,56% para 0,53%); transportes (0,69% para 0,63%); e comunicação (0,05% para -0,08%).

Para cada uma dessas classes de despesa, a FGV cita o comportamento dos itens: passagem aérea (13,66% para 5,58%), empregados domésticos (1,12% para 0,89%), tarifa de ônibus urbano (0,33% para -0,16%) e tarifa de telefone residencial (-0,48% para -0,63%), respectivamente.

Fonte: G1