Especialistas garantem que o bom humor facilita o relacionamento, eleva a criatividade e deixa o ambiente de trabalho agradável

Nem sempre demonstrar muita seriedade é a chave para se dar bem profissionalmente. O bom humor pode ser um caminho eficiente e agradável para construir bons relacionamentos, garantir sucesso no mercado de trabalho e desenvolver a carreira. Especialistas em recursos humanos garantem que o bom humor pode ajudar, e muito na ascensão profissional.

Um estudo da Robert Half, publicado no site da revista Forbes, mostra que 90% dos executivos acreditam que o bom humor é importante para o progresso na carreira e 84% acreditam que as pessoas bem-humoradas fazem um trabalho melhor em relação às outras. Outro estudo citado pelo site é do Bell Leadership Institute, que descobriu que as duas características mais desejáveis em líderes são a ética de trabalho e um bom senso de humor.

Há várias boas razões para ver mais graça no trabalho do dia a dia (veja quadro). A consultora Mirella Nery Batista, diretora da Evoluer Consultoria Empresarial, lembra que, hoje, o principal ponto de desempenho de uma pessoa no mercado de trabalho é o bom relacionamento que ela é capaz de construir. O bom humor é fundamental em qualquer relacionamento.

“O bom humor alivia, descontrai e deixa a pessoa mais criativa e espontânea”, adverte Mirella. Mais descontraída, o profissional consegue enxergar mais possibilidades e garante melhores resultados. Segundo ela, no trabalho de gestão de pessoas, a prioridade é as pessoas desenvolverem relacionamentos, que fazem parte de tudo da vida.

Para a consultora, quem quiser melhorar seu desempenho e obter melhores resultados no trabalho, precisa se relacionar bem com seus colegas diretos, com seus superiores imediatos, clientes e fornecedores. Não são raros os casos de pessoas que não conseguem desenvolver a carreira por dificuldades de relacionamento. “Pessoas que não conseguem se projetar profissionalmente muitas vezes não conseguem se relacionar bem com seus colegas, não obedecem hierarquia e não sabem ficar numa situação de paridade com os colegas. Estão sempre em competição”, explica.

Para Aline Lumi Takushi, diretora de Consultoria da Ricardo Xavier Recursos Humanos, com bom humor o ambiente fica mais leve e o trabalho flui com mais facilidade. Claro que isso inclui bom senso em não fazer piadinhas fora de hora ou ser indiscreto. “Mas é bom lembrar que funcionários mal-humorados e que não gostam de se relacionar com os colegas não são vistos com bons olhos pela equipe e pela empresa”, adverte.

OTIMISMO

De acordo com o site rh.com, um colaborador com bom humor é uma pessoa educada, gentil e sempre está com um sorriso no rosto ao lhe cumprimentar. Mas a característica mais forte desse talento é ser otimista, mesmo diante de situações adversas e, mais que isso, ele consegue mais respostas rápidas e criativas para essas mesmas situações.

O estudo publicado na revista Forbes adverte que todos os profissionais gostam de trabalhar com pessoas mais amigáveis, com quem gostam de estar perto e de conviver. Mas, para a especialista em carreiras Lynn Taylor, é preciso demonstrar um humor bem colocado em cada situação, ou seja, nada de ofender colegas de trabalho ou gestores. A especialista em carreiras Laura Vanderkan lembra que é preciso ser engraçado sem ofender ninguém. “Todos preferem se divertir no trabalho. Ninguém deve se sentir como um escravo neste ambiente”, disse Lynn Taylor, à Forbes.

Fonte: O Popular