O deficit comercial acumulado nesses 16 dias úteis de janeiro somou US$ 2,3 bilhões, mais da metade do saldo negativo de US$ 3,9 bilhões registrado em todo o ano de 2014. No acumulado do mês, as exportações somaram US$ 10,557 bilhões, com média diária de US$ 659,8 milhões, resultado 9,4% menor que o registrado em janeiro do ano passado (US$ 728,5 milhões). As importações totalizaram US$ 12,887 bilhões, registrando uma média diária de US$ 805,4 milhões, volume 11,8% menor em relação à média de janeiro do ano passado (US$ 913,4 milhões).
 
A balança das trocas do Brasil com o resto do mundo ficou negativa na quarta semana de janeiro em US$ 868 milhões. Foram exportados nos cinco dias úteis US$ 3,042 bilhões e importados US$ 3,910 bilhões, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (26/01) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). 
A média diária de exportação da semana, de US$ 608,4 milhões, ficou 10,9% abaixo dos US$ 683,2 milhões da média acumulada até a terceira semana do ano. Nesse comparativo, de acordo com o Mdic, a exportação de produtos básicos despencou 31%, por conta de recuos, principalmente, de petróleo em bruto, milho em grão, farelo de soja, carne de frango e carne bovina. As vendas de produtos semimanufaturados caíram 16,5%, com destaque para em açúcar, celulose, semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido e ouro em formas semimanufaturadas.
 
Na semana, as importações foram de US$ 3,910 bilhões, com resultado médio diário de US$ 782 milhões. Na comparação com a média até a terceira semana do mês (US$ 816,1 milhões), houve retração de 4,2% explicada, principalmente, pela queda nos gastos com veículos automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos, plásticos e obras, siderúrgicos, instrumentos de ótica e precisão, aeronaves e peças, e produtos diversos das indústrias químicas.
 
Com essas transações, houve déficit na balança comercial da semana de US$ 868 milhões (média diária negativa de US$ 173,6 milhões). No período, a corrente de comércio somou US$ 6,952 bilhões, com desempenho diário de US$ 1,390 bilhão.