Brasília – O ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse ontem que o governo pretende repassar ao consumidor entre 2015 e 2017 os custos dos empréstimos feitos para as distribuidoras de energia, que somam R$ 17,7 bilhões.

Segundo a declaração de Zimmermann à rádio CBN, o governo espera aumentos de 2,6% nas tarifas em 2015, de 5% em 2016 e de 1,4% em 2017. Na terça-feira, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que o impacto total seria de 8% em dois anos.

O mercado, porém, faz previsões ainda maiores. Consultorias ouvidas pela reportagem destacam que com o novo empréstimo ao setor, de R$ 6,5 bilhões, o aumento nas tarifas possa chegar a 25%.

Fonte: O Popular