Apesar das reuniões, negociação da convenção coletiva para 2014 não caminha

A data base já venceu e nada de negociação da convenção 2014 por parte do sindicato patronal. O terceiro encontro entre as entidades representativas de patrões e empregados foi realizado nesta quarta-feira, 2 de abril e nenhum índice de aumento salarial foi colocado em discussão a não ser o repasse da inflação acumulada do período, que ainda aguarda a divulgação do índice de março para completar os 12 meses. 

 


Mesa de negociação na terceira reunião  de 2014 entre sindicato patronal de profissional

Apesar das discussões em torno de cláusulas sociais e sindicais, a comissão negociadora constituída pelos empresários nada apresentou de concreto que possa ser avaliado pelos trabalhadores. 

Para o presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira, de nada adianta melhorar o diálogo sem obter uma contraproposta real em relação as reivindicações apresentadas pelos trabalhadores. “É preciso progredir não só no diálogo, mas principalmente nos benefícios para os trabalhadores porque, afinal, são eles o coração das empresas”, comenta.

Diante da novela que segue a negociação, o Sindmetal-GO concordou em dar o prazo alguns dias solicitado pela comissão empresarial para realizar assembleia com o conjunto das empresas, mas não haverá tolerância a atrasos.

Veja Também:

> Fundada nova Federação dos Metalúrgicos de Goiás

> SindMetal-GO descarta contraproposta dos patrões

 
Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa