A demanda cresceu em todas as faixas de renda em agosto, sendo que a maior alta foi 7,4% para as pessoas que ganham entre R$ 500 e R$ 1 mil mensais

O número de pessoas que buscaram crédito aumentou 6,6% em agosto na comparação com julho. Com relação a agosto de 2013, houve crescimento de 1,3% na procura por crédito, enquanto no acumulado de janeiro a agosto deste ano, a demanda registra queda de 5,2% ante o mesmo período do ano passado. Os dados são do Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, as medidas de estímulo ao crédito anunciadas pelo Banco Central a partir do final de julho impulsionaram os consumidores a buscar crédito com um pouco mais de ímpeto ao longo de agosto. “Entretanto, o desempenho frente ao mesmo período do ano passado continua enfraquecido, tendo em vista os juros mais elevados e o baixo grau de confiança do consumidor na economia”, aponta a análise.

A demanda cresceu em todas as faixas de renda em agosto, sendo que a maior alta foi 7,4% para as pessoas que ganham entre R$ 500 e R$ 1 mil mensais, seguida pela alta de 6,4% para os consumidores com renda mensal entre R$ 1 mil e R$ 2 mil. Para os de rendimento abaixo de R$ 500, a procura foi 5,5% maior, e para os que recebem entre R$ 2 mil e R$ 5 mil por mês, alcançou 5,9% de crescimento.

No acumulado do ano, a maior queda na busca por crédito ficou entre os consumidores que ganham até R$ 500 por mês, com um recuo de 18,9%. Os consumidores que ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil e os que recebem mais de R$ 10 mil mensais exibiram recuo de 9%. Aqueles com renda mensal entre R$ 2 mil e R$ 5 mil tiveram queda de 5% e os que ganham entre R$ 500 e R$ 1 mil por mês diminuíram a demanda por crédito em 5,5%. A menor queda (-0,4%) foi observada na camada de rendimento entre R$ 1 mil e R$ 2 mil por mês.

Fonte: O Popular