Os trabalhadores em empresas metalúrgicas de Goiânia e região ainda estão sofrendo com a crise que assola o País aliada à má gestão dos empresários. A denúncia chegou ao sindicato por intermédio dos próprios trabalhadores que não suportam mais ver seus compromissos vencendo e não com o que pagar.

Eles reclamam que chegam a ficar até 20 dias após a data limite do pagamento sem ver a cor do dinheiro. Para o presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco, a situação é grave, já que os trabalhadores tem suas contas a pagar e os juros só aumentam com o passar do tempo.

Caso a direção não regularize o quadro, a empresa corre o risco de sofrer com uma greve de seus colaboradores, haja vista que a Superintendência Regional do Trabalho não fiscaliza as empresas. A denúncia já foi passada para o Departamento Jurídico da entidade para tomar as providências judiciais cabíveis.