19/02/2016

Mesmo com a inércia do setor de fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Goiás – SRTE, o sindicato não vacila na defesa dos direitos dos trabalhadores que representa. A empresa Premier Truck vem atrasando constantemente o pagamento dos salários de seus empregados e, depois da queixa feita ao sindicato, a missão foi passada como denúncia a quem tem competência para fiscalizar.

Mais um ofício sobre o assunto foi encaminhado à SRTE/GO, mas o Superintendente já afirmou que está engavetando esse tipo de fiscalização pelo grande volume de empresas que passam por dificuldades financeiras com a crise que o País atravessa.

O presidente do sindicato, Eugênio Francisco de Oliveira, se diz inconformado com a situação e quer providências. “É inadmissível essa posição da SRTE/GO, não podemos ficar de braços cruzados, vamos buscar outros meios de fazer com que as empresas respeitem os direitos dos trabalhadores”, desabafa.