Uma pesquisa realizada no final de 2015 pelo Instituto Datafolha apontou que seis em cada dez brasileiros classificam o serviço de saúde do país como ruim ou péssimo. Entre os usuários do Sistema Único de Saúde, 87% dos entrevistados têm uma avaliação negativa dos serviços oferecidos. Cerca de dois em cada dez brasileiros atribuem nota zero para a saúde no Brasil e ao SUS.

Uma das principais reclamações dos usuários do SUS é a demora no agendamento das consultas, que são feitas pelo tele agendamento. Maria Pereira, que está na terceira idade e depende totalmente do serviço público de saúde, precisou passar por uma polissonografia (exame do sono) e demorou cerca de oito meses para agendar o exame e mais dois meses para receber o resultado. “A médica pede um exame e tem que esperar e esperar, é difícil isso”, reclama.

Com o reajuste de 13% nos planos de saúde, aprovado pela Agência Nacional de Saúde (ANS), muitos estão abrindo mão de ter o convênio. Segundo a ANS, meio milhão de pessoas deixaram os planos médico-hospitalares entre maio de 2015 e maio de 2016. Um dos motivos principais é o mesmo pelo qual os usuários reclamam do SUS: a demora no atendimento.

Além de ter direito a consultas médicas gratuitas, os associados do SindMetal-GO podem retirar guias de consultas na sede da entidade e se dirigir a uma das clinicas conveniadas caso não encontre na sede a especialidade pretendida. Além de ganhar até 50% de desconto em exames complexos, o sócio terá conforto e praticidade, evitando aborrecimentos com filas e demoras com agendamento de consultas.