O presidente da CUT, Vagner Freitas, afirmou nesta segunda-feira, 28, que o apoio dos dirigentes sindicais “muda uma eleição”. “Os presidenciáveis querem apoio do movimento sindical porque que foi o movimento sindical que elegeu o presidente Lula”, disse, durante abertura da 14ª plenária da CUT, em Guarulhos (SP).

Segundo ele, as propostas de sucesso dos governos Lula e Dilma são oriundas de ideias dos sindicalistas. Vagner destacou ainda a importância da reforma política e disse que a CUT vai realizar um plebiscito na semana de 1 a 7 de setembro para tratar sobre o assunto. 

“Se o Aécio ganhar a eleição ele vai acabar com a conquista que conseguimos com o ex-presidente Lula, que é a valorização do salário mínimo. A valorização do salário mínimo é até mais importante que o Bolsa Família”, disse Freitas.

O sindicalista aproveitou o seu discurso para criticar a atitude do banco Santander, que na semana passada enviou um comunicado aos clientes sugerindo que se a presidente Dilma Rousseff fosse reeleita a situação da economia no País poderia piorar. “Tem que fazer reforma política para impedir que o banco Santander envie mensagem para os clientes não votarem na Dilma”, disse. “Se é ruim para o Santander é bom para o País”, completou. 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Dilma vai discursar na noite desta segunda. A 14ª Plenária da CUT será realizada até o dia 1º de agosto. No dia 31, está prevista a presença da presidente Dilma Rousseff no evento. 

Fonte: O Popular