04/04/2016

A direção da empresa Ferrobraz Industrial Ltda. não paga adicional de insalubridade para seus empregados. Eles reclamam que estão expostos a produtos químicos e correndo sérios riscos de adquirir uma doença do trabalho em função das condições insalubres na empresa.

Roberto Mendes, auditor-fiscal do trabalho SRTE-GO e palestrante da 31ª Semana de Prevenção de Acidentes no Trabalho na área metalúrgica, pontuou sobre o assunto na Spat afirmando que o ideal seria que não houvessem ambientes insalubres e/ou periculosos. Ele explica que, dependendo do tempo em que o trabalhador se expõe a esses ricos, os gastos com a saúde podem ultrapassar o valor recebido do adicional.

A SRTE-GO já foi notificada da irregularidade através de um ofício do Sindicato. Falta apenas a constatação oficial dos fiscais do trabalho no local, mediante inspeção. Se for constada a irregularidade, a empresa será obrigada a pagar o adicional aos empregados, além do valor correspondente aos últimos cinco anos sem fornecer o que é de direito dos trabalhadores.