“A gente que ganha pouco tem que lutar pelos nossos benefícios. O donos da empresa já ganham bem, a gente é que precisa de aumento. Nós que somos trabalhadores, aquele que sai de manhã deixa os filhos e esposa em casa, esse sim merece um aumento compatível com a função que ele exerce dentro de cada empresa. Nós estamos junto com vocês do SindMetal-GO que são nota dez, e eu estou acompanhado todo o trabalho que vocês realizaram e a contribuição de vocês pra nós. Se a gente unir e reunir, ninguém ganha de nós. Eu espero que no próximo ano não seja igual esse e que dê um aumento compatível para todos os funcionários, porque somos nós que movimentamos este país”.

 Clóvis Natal da Silva, modelador de metais, Aluminium Aluminios Goiás.

*Trabalhador expõe a sua opinião sobre o movimento paredista