24/02/2016

Na terça-feira, 23 de fevereiro, 24 metalúrgicos participaram na sede do sindicato, do 65º Curso de Formação Sindical da entidade. O tema do encontro foi “O Sindicato e a Negociação Coletiva de Trabalho no Brasil”.  Os participantes além conhecer a rotina da entidade, tirarem suas dúvidas a respeito das negociações coletivas de trabalho.

O curso tratou de subtemas esclarecedores como, pauta de reivindicações, campanha salarial, data base, inflação, aumento e reajuste salarial, diferença entre convenção coletiva e acordo coletivo de trabalho, arbitragem e dissídio coletivo. Os metalúrgicos chegaram a simular uma mesa de negociação entre patrões e empregados e sentiram na pele o trabalho que o sindicato tem na busca constante por melhorias para a categoria.

De um lado os patrões, de outro os empregados. Simulação da mesa de negociação

Na simulação, o torneiro mecânico Diego Souza representou a classe dos trabalhadores. Segundo ele, a dinâmica foi uma lição. “Percebi que tem gente que se importa conosco, o papel do sindicato não é fácil. Os patrões acham que devemos receber o mesmo salário sempre, ainda bem que existe o sindicato para intervir. Agora valorizo o trabalho de vocês”, relata. Já o mecânico Alessandro Brito disse que aprendeu muita coisa nova. “Agora, vou compartilhar com meus colegas de trabalho tudo que me ensinaram aqui”, conta o trabalhador.