Com o tema “Prevenir acidentes e salvar vidas – sinônimos de bem-estar para os trabalhadores”, a 33ª edição da Semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SPAT) foi realizada pelo SindMetal-GO na última semana. Do dia 27 de novembro à 1º de dezembro, mais de 250 trabalhadores estiveram reunidos no Auditório Jaime Câmara, da Câmara Municipal de Goiânia. Palestrantes renomados discutiram temas importantes sobre prevenção de acidentes do trabalho e a consequência da reforma trabalhista na saúde do trabalhador. Durante os cinco dias, os participantes fizeram ginástica laboral e receberam prêmios ao final de cada palestra.

A opinião dos participantes

A 33ª SPAT foi marcada por diversos momentos. Para Luana dos Santos, auxiliar do departamento pessoal da Radibra, a Semana é uma “experiência incrível e a segurança do trabalhador deve estar em primeiro lugar”. A Jéssika Soares, da Metalforte, também elogiou a SPAT. “A organização do evento está de parabéns!”. Fernanda Mesquita, da Superar Service, disse que teve “muitas informações as quais desconhecia” e que agora pode informar os coelgas.

Participante elogia Sindicato em entrevista para a TV SindMetal

A Ivonete Pereira, da Superar Sistemas, já é participante fixa. Desde 2009, ela tem seu lugar garantido nas poltronas do Auditório. “Todas as edições eu penso ‘nossa, esse ano está sendo melhor’ e sempre me surpreendo”, afirmou. O Jânio Conceição, da Difreios, destacou que no dia a dia não consegue ter tempo para obter tantas informações sobre os assuntos apresentados. “Essa oportunidade, então, é única!”.

Ivonete participa da SPAT desde 2009

As autoridades

O presidente da Força Sindical Goiás, Rodrigo Carvelo, também marcou presença

A SPAT 2017 recebeu diversas autoridades durante a semana. O vereador Felisberto Tavares elogiou a organização do evento. “Uma semana dedicada à prevenção de acidentes do trabalho mostra a responsabilidade que o Sindicato tem com a categoria a qual representa”, afirmou. Ailma Oliveira, presidente da Central dos Trabalhadores Brasileiros (CTB), defendeu o importância da mulher. “As mulheres são as que sofrem maior violência no ambiente de trabalho. É necessário saber que ela precisa ter um tratamento diferenciado.”

Ailma Oliveira, presidente da CTB-GO, defendeu os trabalhadores

Os palestrantes, além de parabenizar a realização do evento, frisaram a importância dos assuntos discutidos. O técnico de segurança do trabalho da TV Brasil Central, Amador Júnior, afirmou que as relações humanas podem ser a geradora de conflitos que originam os acidentes do trabalho. “As dicas que dei são tanto para conviver bem com os colegas de trabalho quanto para a convivência familiar”, acrescentou.

Nestor W. Neto, técnico de segurança do trabalho, conversou com os participantes sobre a prevenção de acidentes do trabalho

Um dos organizadores da 33ª SPAT, Maxwell Carrijo, disse que, antes de tudo, é necessário prevenir e que a equipe não tem “notícias de outro sindicato que organize uma semana tão grandiosa como essa, o que nos [SindMetal-GO] torna pioneiro”. O presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco, agradeceu a participação de todos os envolvidos. “Ninguém faz nada sozinho. Agradeço os colaboradores que organizaram o evento, os palestrantes e autoridade, às empresas conveniadas ao Sindicato e, claro, os trabalhadores. Sem eles o Sindicato não existe!”.

O presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco, recebeu os trabalhadores logo no primeiro dia do evento

Reforma Trabalhista

Quem participou da SPAT aprendeu muito sobre a Reforma Trabalhista. Devido a aprovação e vigor da nova lei, o SindMetal-GO percebeu a necessidade de informar o trabalhador, uma vez que a categoria tem se mostrado interessada em aprender o que muda com essas reformas do Governo.

Carlão, do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, deu início às palestras sobre Reforma Trabalhista

O diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Carlos Augusto dos Santos, foi o primeiro palestrante a introduzir o assunto. Para ele, o debate leva esclarecimento aos trabalhadores. “É necessário criar uma sabedoria para que o trabalhador tenha discernimento e, em seguida, entender o que está acontecendo”, disse. A presidente do Instituto Goiano de Direito do Trabalho, Carla Zanini, falou sobre o trabalho intermitente. “Eu sugiro muita cautela e análise na contratação do intermitente, porque talvez seja melhor contratar o trabalhador em regime de contrato parcial”, disse.

Carla Zanini palestrou sobre trabalho intermitente

A primeira edição da SPAT Metalúrgica, em 1984, deu início ao sonho de protestar contra à falta de políticas públicas para orientar os trabalhadores sobre os riscos dos acidentes e doenças do trabalho. Desde então, o SindMetal-GO tem se empenhado no papel social e representativo das categorias metalúrgica, mecânica e de material elétrico.

Maria Eugênia Neves e João Batista Camargo, advogados do SindMetal-GO, fecharam o evento com a última palestra

Veja mais fotos no site do SindMetal-GO, em “Saúde de Segurança do Trabalho”.