Não é segredo pra ninguém que o trabalho do metalúrgico exige bastante esforço físico. São horas a fio trabalhando em pé, com raros intervalos para descanso, geralmente em galpões pouco ventilados, calor e ruído das máquinas. Essa soma de fatores pode ser altamente prejudicial para a saúde do trabalhador, que precisa ficar atento para não desgastar ainda mais o corpo.

O clínico geral do SindMetal-GO, Dr. Sérgio de Oliveira, afirma que já recebeu vários pacientes com lombalgia, dorsalgia ou hérnia de disco, problemas de coluna decorrentes do trabalho pesado. Ele orienta que, ao carregar peso, o trabalhador utilize o músculo das pernas, e não a lombar. Se possível, tirar intervalos curtos para sentar-se e descansar a coluna. “Ao primeiro sinal de dor na lombar ou nas pernas, o melhor a fazer é procurar ajuda médica”, alerta.

Proteger a coluna não é o único cuidado a ser tomado. Devido ao calor nos galpões, o especialista orienta que o trabalhador tenha sempre em mãos uma garrafa de água para reidratação. “Alimentação equilibrada, rica em frutas e vegetais, também ajuda”, completa. Para aguentar o batidão do dia a dia, o médico orienta ao menos seis horas de sono. Por fim, ele alerta sobre a importância de usar todos os equipamentos de proteção (EPI’s) que a empresa oferece aos empregados.

Sócios do sindicato podem agendar uma consulta gratuita com o Dr. Sérgio pelo telefone 3224-7277

Sócios do sindicato podem agendar uma consulta gratuita com o Dr. Sérgio pelo telefone 3224-7277