25/01/2016

Diversos foram os casos de denúncias publicados no nosso portal até hoje. Grande parte das empresas denunciadas apresenta mais de uma irregularidade. Apesar de o sindicato conhecer de perto a negligência dos patrões, alguns casos são surpreendentes. Após recebimento de denúncia, o SindMetal-GO requisitou fiscalização na empresa SGB da Silva & Cia Ltda. (Tecmold)  junto à SRTE. Pasmem: 20 irregularidades foram constatadas no local.

Além do básico, que seria manter o empregado registrado em livro, a empresa demonstra descaso ao mantê-los trabalhando em condições de risco sem a devida proteção. Nem mesmo o pagamento estava sendo realizado corretamente. Os patrões não depositam o FGTS mensalmente e não pagam o acerto na sua totalidade. 

Intervalo para repouso alimentação é coisa rara. Eles não têm o repouso semanal remunerado de 24 horas, nem o período mínimo de pausa (11 horas) entre duas jornadas de trabalho. A jornada sempre é prorrogada acima do limite legal sem qualquer justificativa. Estas e outras irregularidades (que tornariam muito extensa essa matéria) foram autuadas pelo MTE e a empresa pode pagar multa grave caso a situação não seja regularizada.