Pela terceira vez, SindMetal-GO e Simelgo se reunirão na SRTE/GO

Mais de 20 mil trabalhadores metalúrgicos de Goiânia e região metropolitana aguardam o desfecho da mesa-redonda entre o SindMetal-GO e o Simelgo que será realizada amanhã, na SRTE/GO.

A espera dos trabalhadores da categoria que iniciou no dia 30 de janeiro pode ter um desfecho na terceira reunião que será realizada sob a mediação da Seção de Relações do Trabalho da Superintendência do Ministério do Trabalho em Goiás.

Apesar de já ter firmado vários acordos coletivos em separado com algumas empresas da área, o sindicato profissional ainda não obteve uma contraproposta de aumento salarial que se aproximasse dos 15% reivindicados pelos integrantes da categoria.

O clima é tenso entre os representantes da classe, os empresários ofereceram um aumento de 6,8% na última reunião ocorrida no dia 9 de maio. O presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira, não descarta a possibilidade de uma greve geral da categoria, que já se encontra em estado de greve. “Os trabalhadores estão revoltados com os abusos praticados pelo Simelgo, já são 14 meses sem aumento, a situação está insuportável. O movimento pode explodir a qualquer momento”, afirma Ferreira.

 

Veja também:

>> SindMetal-GO realiza sorteio do 1º de Maio

>> SindMetal-GO realiza 40º Curso de Formação Sindical

>> SindMetal-GO e Brasmom não chegam a Acordo

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do SindMetal-GO