Decisão da 2ª Vara do Trabalho de Marília saiu no último dia 13

A juíza da 2ª Vara Trabalhista de Marília, Keila Nogueira Silva determinou no último dia 13 anulação das eleições do Sindicato dos Metalúrgicos realizada em janeiro do ano passado.

Na ocasião a chapa de situação, presidida por Irton Torres foi reeleita. A oposição após ter candidatura impugnada buscou judicialmente reverter a situação.

Na sentença a juíza além de declarar nula as eleições sindicais determina a convocação de assembleia geral no prazo de dez dias após a decisão, sob pena de multa diária de R$ 2 mil para votação de membros da Junta Governativa Provisória.

Uma assembleia geral deverá decidir o poder da Junta e proceder a nova eleição no prazo de 90 dias contados após a posse.

Valdir Falandes, que encabeçou a chapa de oposição impugnada, acredita que a justiça esta sendo feita. “Inventaram mil desculpas para barrar uma disputa justa. A categoria quer a renovação e vamos continuar lutando para que ela aconteça”.

Segundo o presidente do sindicato dos Metalúrgicos, Irton Torres, recurso já foi protocolado e está transitando para julgamento do mérito. “Fizemos tudo dentro do estatuto, a justiça decidirá o correto”.

 

Fonte: Diário de Marília